terça-feira, 6 de março de 2012

Breve pensar sobre os muros.


É comum no tempo de nossa vida encontrarmos  murros intransponíveis que não sabemos ao certo quem os colocou e porque. Temos duas escolhas:  Escalar o muro e transpô-lo ou ignorá-lo.
Em qualquer da escolha trabalho e problemas estarão lado a lado.
Se optarmos por escalar o muro e passar por ele. Teremos que desenvolver estratégia, logísticas o que resultara em técnica que conquistaremos em cada passo que escalar esse muro.
Se optarmos por ignorar esse muro terá que viver desse lado dele, sem saber o que acontece do outro lado do muro. Pode ser muito confortante se for tudo o que quer para si no tempo de sua vida.
E não é errado. Mas outros problemas surgiram.  Viveremos sempre com o muro a nossa frente  pronto para escalar.  E se não o fizer em determinado momento, pode acontecer de querer fazer em outro momento.
Não se trata de ser super herói, nem um ser de excelência. É apenas uma força a qual  nascemos e morremos , talvez para ser forte, se desenvolver. Talvez apenas por ser a nossa natureza.
Qualquer muro que se ultrapasse, cria novas oportunidades e força para o individuo e a sociedade.
E só nos sentimos seguro, quando sabemos que somos capazes.
Muros sempre surgiram, alguns valem a pena ultrapassar outros não.
Mas ignorá-los sempre pode criar um muro de isolamento.

Um comentário:

  1. Quantos muro ainda haveremos de escalar? Quantos por medo ignoraremos? Ou atirados e loucos em um só salto o transpassaremos? Profundas questões psicologicas nesse vosso texto.

    E também nos outros que li. Parabéns.

    ResponderExcluir