sábado, 20 de outubro de 2012

Monteiro Lobato e a novela das Seis.

 
Discute-se agora se se deve retirar das escolas o livro infantil “As Caçadas de Pedrinho” em que Pedrinho usa alguns termos que afta a autoestima das crianças negras. O livro do Autor Monteiro Lobato.
É um argumento justo. E assim como em nossa vida só crescemos e amadurecemos quando encaramos nossos problemas, uma sociedade também só amadurece quando encara os problemas e os discute.

O Brasil é um país racista, preconceituoso. Por mais que se diga que não. Não é bem assim. Os negros ainda são mal remunerados. Ainda sofre de um ensino péssimo. E aqui em São Paulo, todo policial sempre para pra revistar negros, pardos e pobres. Nunca  param ricos, brancos e bem vestidos.
Ainda há o preconceito de classe social. De diversidade sexual e  política. Religiosa e ai vai...
 
 
No entanto é preciso entender que Monteiro Lobato é fruto de uma época em que o racismo o preconceito era parte comum mais comum do que hoje em dia da vida da sociedade.
E isto está claro na novela das seis. Lado a lado em que a  chamada Elite, ainda perdida após o fim da monarquia e começo da República e  ainda o fim da escravidão tentam a todo custo se isolarem cada vez mais em seus nichos de pessoas que se acham melhores que os demais.
Excelente novela, excelente discussão em que os autores brilhantemente abordam o racismo o preconceito e as trapaças do inicio da República. Além do trabalho magistral dos atores.

Pois Bem, Monteiro Lobato veio desse meio. Viveu nesse meio é preciso para enriquecimento de todos nós de nossos filhos, negros brancos pardos orientais saber disso. E entender essa época.
O livro as Caçadas de Pedrinho não dever ser retirado do currículo escolar. Devem ser usados para pautar assuntos como esses explicando para todos os alunos que isso se dava numa época determinada. Não podemos apagar o passado, temos que apreender com ele.
O que é uma ótima oportunidade para levantar e discutir. Uma escola tem que ter esse papel também. De discutir abordar e trabalhar esses temas. O que nos leva a discutir o papel da escola.

São crianças, mas não são burras.

Nenhum negro deve ter vergonha do passado de seu povo nesse país. Nenhum brasileiro deve ter apenas vergonha de nosso passado. Devemos olhar para ele e apreender com os erros. Para isso e preciso saber e discutir sempre.
A escola não pode se acomodar em apenas tirar um livro, sem discutir explorar, atiçar as crianças a pensar e se envolverem com o fato.
Para isso é preciso mudar a escola também. E essa é uma boa oportunidade.
Monteiro Lobato é importante até mesmo quando causa essa discussão. E esse é o papel do escritor.

Monteiro Lobato ainda escreve Emilia no país da gramática. O presidente Negro. Urupês. Além de contos outros e o sitio do pica-pau amarelo. Criou Emilia, explorou a vida do Caboclo paulista. Jeca Tatu. Tudo que pode buscar em sua época e retratar e trazer par nós. Temos que olha para isso como que olha para o pensamento daquela época.

Assim como o povo negro deu a esse país o seu  maior Escritor Joaquim Maria Machado de Assis. Os engenheiros irmãos Rebouças. Compositores e músicos como Pixinguinha.  Cartola.    Poetas com Cruz e Souza.  Guerreira como Luiza Mahin.  Escritor Lima Barreto. O atleta do século Edson Arantes do Nascimento.  O jurista Joaquim Barbosa.  E Tim Maia. Jorge Bem Jor. Seu Jorge. Entre tantos nomes que nos orgulha de ser Brasileiro, negro, pardo, indígena, oriental, europeu, árabe, judeu e todos que compõem essa nação.

4 comentários:

  1. ola amei seu blog esta excelente parabéns, gostaria de te convidar para dar uma olhada em meu blog sou escritor e se puder segui lo me sentirei honrado, desde já agradeço a atenção.

    ResponderExcluir
  2. Olá!!!, Deus seja louvado na sua vida, o seu blog e as resenhas são maravilhosos amei sucesso
    já estou te seguindo - OBRIGADO PELA VISITA
    Curta e participe do meu blog e fan page
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o blog ! Felicidades em seus projetos e vida.

    ResponderExcluir
  4. Passei e encontrei o seu blog, estive a ver e ler algumas coisas, não li muito, porque espero voltar mais algumas vezes,
    mas deu para ver a sua dedicação e sempre a prendemos ao ler blogs como o seu.
    Se me der a honra de visitar e ler algumas coisas no Peregrino e servo ficarei radiante,e se desejar fazer parte de meus amigos virtuais, esteja à vontade, irei retribuir.
    Mas por favor não se sinta coagido, siga apenas se desejar. deixo a benção de Deus.
    António.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir